Chevrolet Cruze 2019 ganha visual mais agressivo nos Estados Unidos

A Chevrolet apresentou nos EUA a linha 2019 reestilizada do Cruze com alterações no visual. A principal novidade está na dianteira, inspirada no Malibu, que ganhou grades maiores dando uma cara mais robusta ao carro. Seguindo a lógica da geração anterior que adotou o facelift norte-americano, a reestilização poderia ser empregada no Cruze brasileiro em breve.

As mudanças são válidas para o hatch e o sedã do Cruze. De acordo com a empresa, as mudanças foram feitas para deixar o carro mais imponente, mas sem perder as tradições da empresa.

Na dianteira, o carro passa a dispor de uma grade mais ampla, que forma conjunto com a enorme tomada de ar inferior, além de para-choque com desenho mais agressivo. Os faróis, porém, seguem com o mesmo desenho e layout interno. Há ainda novas rodas de liga-leve de 16, 17 ou 18 polegadas (esta última uma exclusividade para o Cruze com pacote RS) e lanternas traseiras com iluminação em LED na configuração topo de linha Premier.

Do lado de fora, as rodas de liga leve com novos desenhos e as lanternas com iluminação por LEDs completam as mudanças. Quanto ao “recheio”, o Cruze ganhou central multimídia atualizada com tela sensível ao toque de 7 polegadas, sistema de partida e acionamento do ar-condicionado à distância, além da opções de revestimento marrom na cabine.

Assim como no Brasil, o Cruze é vendido no mercado norte americano com motor 1.4 quatro cilindros turbo. Entretanto, lá seu motor usa apenas gasolina e rende 153 cv e 24,7 kgfm de torque, enquanto o Cruze brasileiro, que é flex, gera 153 cv e 24,5 kgfm de torque com etanol. Há ainda opção de motor 1.6 turbo diesel com 137 cv e 33,1 kgfm de torque por lá.